Classificação Verbal

Classificação dos verbos quanto à flexão:

Quanto à flexão, os verbos podem ser classificados nas seguintes categorias:

regulares, irregulares, anômalos, defectivos e abundantes.

regulares:

São verbos que se , ao se flexionar, obedecem a um mesmo paradigma e não alteram radical; apresentam, ainda, desinências comuns da conjugação:

1a. conjugação: amo, amei, amarei, amasse, amaria
2ª conjugação: como, comi, comerei, comesse, comeria
3a. conjugação: saio, sais, saí, sairei, saísse, sairia

irregulares:

São verbos que, ao serem flexionados, afastam-se do paradigma dos verbos pertencentes à sua conjugação e apresentam flexões alteradas ou desviadas no radical e desinências:

dar: dou, dei, desse, daria
trazer: trago, trazes, trouxesse, traria
peço, pedes, pedi, pedísseis, pediremos

Anômalos:

 

São verbos ditos "anormais", irregulares de fato, têm mais de um radical quando conjugado:
ir: vou, iremos, ria, ia, fui
ser: és, sou, fui, fomos

 

Defectivos:

 

São verbos "com defeitos" , não podendo ser conjugados em todas as pessoas, tempos e modos, têm o que podemos chamar de "conjugação incompleta"

colorir, falir, abolir, precaver, demolir, chover, trovejar, amanhecer.

Observação:

O verbo computar, em muitas gramáticas, ainda é tido e visto como defectivo. Não acredite nisso. É que, por motivos eufônicos, isso há muito tempo, considerava-se impertinente o uso de tal verbo. Hoje, em plena era dos computadores, impossível não reconhecê-lo como regular: eu computo, tu computas, ele computa, nós computamos. E por aí vai...

Observação:

Existem alguns verbos defectivos que, no presente do indicativo, deixam de ser conjugados apenas na primeira pessoa do singular: abolir e colorir, por exemplo:

eu – eu--

tu colores tu aboles

ele colore ele abole

nós colorimos nós abolimos

vós coloris vós abolis

eles colorem eles abolem

Conseqüentemente, se não apresentam primeira pessoa do Presente do Indicativo, também não apresentam os tempos verbais que daí se derivam: Presente do Subjuntivo e Imperativo Negativo.

Com relação ao Imperativo Negativo, só terão as pessoas originárias do Presente do Indicativo, tu e vós:

colore tu abole tu

colori vós aboli vós

Observação:

Existem alguns verbos defectivos que, no Presente do Indicativo, só podem ser conjugados na 1a e 2a pessoas do plural, nas formas nós e vós. Dessa forma, tais verbos não possuem também o Presente do Subjuntivo ou Imperativo Negativo. Entre eles estão os verbos adequar, combalir, comedir-se, falir, foragir-se, precaver, reaver e remir. Para o Presente do Indicativo, temos:

nós precavemos

vós precaveis

Portanto, o Imperativo Afirmativo só terá uma única pessoa:

precavei vós

Cuidado com o verbo precaver que não é derivado nem de ver, nem de vir. Dessa maneira, não existem expressões que voc6e ouve comumente: precavejo, precavo, precavenho.

Outra armadilha para quem quer conjugar bem os verbos é o reaver: conjugado como o verbo haver, só pode ser conjugado nas formas onde, originalmente, o verbo haver tenha a letra v: reouve, reouvemos, reouver. A forma reavi, abominável em todos os sentidos, não existe.

Observação:

Os chamados verbos impessoais, são apenas conjugados na terceira pessoa do singular: Há muitos exemplos disso; além do verbo haver, são impessoais os que indiquem não metaforicamente fenômenos da natureza: trovejar, amanhecer, anoitecer, chover, relampejar, alvorecer.

Os verbos unipessoais são os que exprimem:

     

  1. vozes de animais: latir, miar, relinchar e são usados na terceira pessoa ( singular e plural: Os cães latiam/ O gato miou.

     

  2. acontecimentos, necessidades: acontecer, convir, ocorrer, suceder.

 abundantes:

 

São os verbos que têm formas variantes no particípio ( e em algumas pessoas especais). Além das formas regulares, em –ado e –ido, existem também as chamadas curtas, encurtadas, breves ou irregulares:

Os chamados particípios irregulares deram adjetivos cotidianamente usados:

aceitar aceitado aceito

entregar entregado entregue

enxugar enxugado enxuto

expressar expressado expresso

isentar isentado isento, etc



Profª. Alcioneide Oliveira© 2008 All Rights Reserved.